Mercado do Azeite: Proteção e Potencial



O azeite beneficia de um crescente interesse dos consumidores no mercado global devido à gradual popularidade da dieta mediterrânica, à qualidade superior de alguns tipos de azeite e aos comprovados benefícios do seu consumo para a saúde.


Como produto com elevado valor económico, o azeite é mais propenso ao risco de fraude. As Indicações Geográficas (IGs) e respetivos acordos internacionais que as protegem, são atributos valiosos no combate à fraude e falsificações, quando associados a outros instrumentos que reforçam e comunicam a rastreabilidade destes produtos.


A aplicação do Sistema Go Origin a qualquer IG do setor do azeite assegura a qualificação de todos os Participantes da cadeia de valor. Permite-lhes ainda o acesso a recursos tecnológicos, jurídicos e financeiros que garantem confiança na origem e na qualidade de todas as referências para disponibilização ao consumidor, com informação fidedigna, clara e em tempo-real.


Indicadores-chave do setor do azeite

  • A União Europeia é o principal produtor (67%), consumidor (53%) e exportador (65%) de azeite no mundo.

- Dentro da UE, a Espanha é maior país produtor de azeite (63%), seguida de Itália (17%), Grécia (14%) e Portugal (5%).

- Os principais mercados de destino dos azeites europeus são os EUA, Brasil e Japão.

- Existem mais de 140 azeites com IGs.

- É apontado um crescimento da produção (22%) na próxima década.

  • Fora da União Europeia, a Tunísia (10%), a Turquia (7%), a Síria (4%), Marrocos (5%) e a Argélia (3%) são os principais produtores.

  • A atual quota de mercado dos azeites orgânicos de qualidade premium é pequena, mas crescente.